Logo Clínica Rubens do Val

Endometriose: É possível prevenir? Descubra

Atualizado em 30/11/2021
Tempo de leitura: 3 min.

A endometriose é uma doença inflamatória causada por uma disfunção na mucosa do endométrio, que passa a surgir fora do útero, causando dores intensas e até mesmo infertilidade feminina. 

Nesse artigo iremos explicar se é possível prevenir a endometriose. Descubra!

Qual a Função do Endométrio?

O endométrio é um tecido que reveste o útero internamente. Durante as fases do ciclo menstrual o endométrio modifica sua espessura, por conta da influência hormonal que regula sua produção.

Esse tecido aumenta sua espessura durante a fase de ovulação do ciclo menstrual, se preparando para receber o óvulo fecundado, quando isso não ocorre, o endométrio se desprende da parede do útero, para ser dispensado, fator que caracteriza a menstruação.

Afinal, o que é a Endometriose?

A endometriose é caracterizada pelo surgimento do endométrio em outras regiões pélvicas, fora da parte interna do útero, causando dores intensas e sangramento.

Quando atinge outro tecido, o endométrio se comporta da mesma forma que no útero, seguindo os ciclos menstruais da mulher, sendo influenciado pelos hormônios, progesterona e estrogênio.

O endométrio passa a se infiltrar no órgão afetado, causando dores intensas durante a fase menstrual.

Os Tipos de Endometriose

A endometriose pode apresentar diferentes tipos, confira:

Endometriose superficial: Ocorre quando o endométrio se desenvolve no peritônio, camada que recobre todos os órgãos abdominais. Apresenta lesões ativas, que causam sangramento durante o período menstrual e lesões cicatriciais;

Endometriose profunda: Ocorre quando as células endometriais penetram mais de 5mm da espessura da parede ou órgão que se encontra. É o tipo mais severo de endometriose, por apresentar muitos sintomas e ser complexa para tratar;

Endometriose no ovário: Acomete superficialmente os ovários, pode causar cistos de endometriose ovariana, conhecido como endometrioma ou cistos de chocolate. É uma das formas mais dolorosas de endometriose;

Endometriose intestinal: Ocorre quando atinge a parede dos intestinos, geralmente não ultrapassa de 3mm de parede intestinal. Interfere o hábito intestinal causando dor moderada e intensa;

Endometriose de parede: Esse tipo de endometriose é raro, consiste na infiltração de endométrio na parede abdominal. Doloroso e pode ser sentido através da palpação do abdome, além de poder apresentar mudança na coloração da pele, causando o escurecimento da região.

Endometriose pulmonar: O surgimento de endométrio fora da área pélvica é raro.

Os Sintomas da Endometriose

A endometriose é uma doença crônica que causa dores intensas, porém, seus sinais são comumente confundidos com dores pré-menstruais.

Esse distúrbio pode causar diversos sintomas, sendo eles intensos ou mais leves. 

As características dos sintomas leves são:

  • Dor pré-menstrual;
  • Dor abdominal; 
  • Massa abdominal palpável;
  • Sangramento menstrual intenso ou irregular;
  • Alteração no hábito urinário ou intestinal como, diarréia ou prisão de ventre.

Outros sintomas apresentam maior incômodo, sendo eles:

  • Dor durante a menstruação;
  • Cólicas menstruais intensas;
  • Fadiga crônica e exaustão;
  • Distensão abdominal.

Os sintomas mais intensos da endometriose são:

  • Dor difusa ou crônica na região pélvica;
  • Dor durante a relação sexual;
  • Dor para evacuar ou urinar;
  • Sangramento nas fezes;
  • Síndrome disfórica;
  • Dificuldade para engravidar ou Infertilidade.

A endometriose exige um tratamento adequado em qualquer grau de sintomas, já que a falta de tratamento pode ocasionar em diversos outros problemas, como surgimento de cistos e até mesmo infertilidade.

Causas da Endometriose

O fator causador da endometriose ainda não foi descoberto, porém, existe algumas suposições, como causas genéticas, menstruação retrógrada, quando a menstruação retorna para o útero, ou até mesmo por conta de falhas no sistema imune, já que esse sistema monitora o surgimento de células fora do seu local de origem, o que impediria o crescimento do endométrio fora do útero.

Como é feito o Diagnóstico de Endometriose?

O diagnóstico é realizado através de exame físico e ginecológico, em um laboratório especializado.

Tratamentos e Cuidados Especiais

A endometriose é uma doença crônica que não tem cura

Portanto, é necessário realizar o acompanhamento ginecológico e o tratamento por todo o período fértil da mulher.

A endometriose pode ser tratada com anticoncepcionais, por serem responsáveis por diminuir a produção do endométrio, barrando a ação dos hormônios responsáveis pelo ciclo menstrual. Também existem medicamentos que barram a produção desses hormônios

Entretanto, as opções de tratamento variam de acordo com as necessidades da mulher.

As mulheres que desejam ter filhos podem escolher os tratamentos que não sejam tão invasivos, como:

  • Anticoncepcionais orais;
  • Medicamentos hormonais;
  • DIU Mirena;
  • Cirurgia de retirada dos focos de endometriose;

Enquanto, as mulheres que não desejam ter filhos ou que já tiveram filhos, podem optar por outros tratamentos, como:

  • Cirurgia de remoção de todos o tecido endometrial e dos órgãos afetados;
  • Histerectomia: cirurgia de retirada do útero.

Entretanto, não deixe de buscar um médico ginecologista para realizar o devido tratamento, visto que a endometriose está relacionada à uma baixa qualidade de vida.

Apenas a realização dos devidos exames e tratamentos, podem auxiliar a mulher a se recuperar e superar essa disfunção.

Confira também, nosso vídeo sobre o tema:

Ao sentir dores incapacitantes durante a menstruação, consulte-se com um médico ginecologista.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 | 06 / 05 / 21
A endometriose é uma formação de tecido endometrial fora do útero. Saiba se isso pode causar câncer ou complicações mais graves.
Ler Mais
 | 16 / 12 / 20
Algumas perguntas foram feitas em nossas mídias sociais a respeito de pólipo endometrial. Confira! Veja também: Cólica intensa pode ser um sinal de endometriose. Consulte o médico ginecologista Índice O que é pólipo? Quem tem pólipo pode engravidar?Pólipo endometrial pode ser maligno?O que o pólipo pode causar?O que é histeroscopia?É possível engravidar depois de uma […]
Ler Mais
Atenção: O site https://clinicarubensdoval.com.br/ é uma fonte para melhorar o acesso dos pacientes às informações. Não deve ser utilizado como um substituto do diagnóstico completo e preciso de uma consulta médica.

Clínica Rubens Do Val 2022 | Desenvolvido por Surya Marketing Médico.

magnifiercross
× Como posso te ajudar?