Logo Clínica Rubens do Val

Qual a importância e os benefícios da Amamentação?

Atualizado em 28/06/2022
Tempo de leitura: 3 min.

A amamentação é muito importante para o bebê porque o leite materno contém todos os nutrientes que ele precisa para se desenvolver de uma forma saudável. Além disso, o aleitamento também pode contribuir com a saúde da mulher e seu estado emocional.

Os seres humanos são uma espécie mamífera, ou seja, seus “filhotes” são alimentados pelo leite materno. Ele é um alimento muito completo que oferece uma série de benefícios para esse novo indivíduo. Prova disso é a recomendação de oferecer exclusivamente leite materno para os bebês até seis meses de vida.

Mas por que é tão importante garantir que os bebês sejam alimentados com o leite da mãe? De que maneira isso influencia em sua saúde e desenvolvimento? Preparamos este artigo para responder a essas perguntas. Continue lendo!

Por que o leite materno é tão importante para o bebê?

Logo após o parto, o organismo da mulher começa a produzir o alimento para o bebê. Nos três primeiros dias ocorre a produção do colostro. Esse leite tem uma composição especial. Ele é produzido em uma quantidade menor, mas a sua concentração de nutrientes é muito alta, inclusive, é composto por imunoglobulinas, fundamentais para fortalecer o sistema imunológico do bebê.

É por isso que o aleitamento materno ajuda a reduzir de forma significativa a mortalidade infantil até os cinco anos de idade. O leite materno é um alimento muito completo, capaz de suprir todas as necessidades nutricionais do bebê até os seis meses.

Quando a criança é amamentada corretamente ela não precisa beber mais nada porque o leite também mantém o seu organismo devidamente hidratado.

A amamentação é indispensável porque ajuda a evitar quadros de diarreia, previne infecções respiratórias, reduz o risco de o bebê desenvolver alergias, minimiza as chances de diabetes, colesterol, hipertensão e obesidade.

O desenvolvimento da criança acontece de uma forma muito mais plena devido ao aleitamento, justamente por causa dessa prevenção contra doenças que poderiam atrapalhar o crescimento da criança e seu desempenho escolar. 

Como a Amamentação beneficia a mulher? 

Não há como negar que a amamentação é fundamental para a saúde do bebê, mas a mulher também é beneficiada.

O aleitamento ajuda a evitar os casos de depressão pós-parto por causa dos estímulos que promove para os hormônios, ajudando a reduzir a resposta do cortisol.

A mulher que amamenta tem menos risco de desenvolver o câncer de mama e o câncer de ovário. Além disso, é uma forma de prevenir o desenvolvimento de diabetes do tipo 2 depois da gravidez.

Não podemos esquecer que o corpo da mulher produz o leite de uma forma espontânea. Sendo assim, é um alimento muito acessível e durante 6 meses ela não precisará se preocupar com nenhum outro alimento para oferecer ao seu bebê.

Como realizar uma boa Amamentação?

É importante considerar que existem casos em que a mulher apresenta alguma condição orgânica que faz com que o seu corpo não consiga produzir leite em quantidade suficiente para o bebê. Em outros, pode haver algum impedimento para a amamentação.

Essas são situações em que é preciso adequar a alimentação do bebê por causa de fatores maiores, mas para todas as outras é muito importante oferecer esse leite para que a criança tenha mais saúde.

A mulher pode adotar algumas boas práticas para que a amamentação seja um momento tranquilo e muito especial, que vai fortalecer os vínculos entre ela e o seu bebê. Veja:

  • Ofereça a mama para o bebê sempre que ele pedir porque o bebê não tem horário para mamar;
  • Permita que o bebê mame até que fique satisfeito. O tempo depende de cada criança;
  • Espere que o bebê esvazie bem a mama e troque se houver necessidade, pois o leite do final tem uma quantidade maior de gordura e traz mais saciedade;
  • Mantenha o bebê bem posicionado na hora de mamar, de frente para o corpo da mãe;
  • Para garantir uma pegada adequada, faça com que o bebê pegue também auréola. Isso garante um volume maior de leite e evita dores e lesões no seio;
  • Reveze as mamas na hora de amamentar para que ambas possam produzir leite e para evitar complicações como o empedramento.

Algumas mulheres podem ter um pouco de dificuldade para amamentar, mas os profissionais de saúde auxiliam nesse momento, ensinando a postura e as técnicas adequadas para que a amamentação seja mais confortável. O mais importante é não negar o leite materno se não houver nenhum impedimento porque isso faz toda a diferença para a saúde e o bom desenvolvimento da criança.

Dr. Rubens do Val | Clínica Rubens do Val

Dr. Rubens Do Val

A Clínica Rubens do Val atua há mais de 50 anos nas especialidades Ginecologia, Obstetrícia e Mastologia, mantendo uma tradição familiar de dedicação e comprometimento com a saúde.
Agende sua consulta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

 | 19 / 07 / 22
Descubra quanto tempo dura o puerpério conhecendo as suas diferentes fases, e veja também o que fazer para garantir equilíbrio emocional nesse momento tão intenso.
Ler Mais
 | 21 / 06 / 22
Descubra se é normal ter incontinência urinária depois do parto e saiba como esse problema pode ser tratado para trazer mais conforto para a mulher.
Ler Mais
1 2 3 18
Atenção: O site https://clinicarubensdoval.com.br/ é uma fonte para melhorar o acesso dos pacientes às informações. Não deve ser utilizado como um substituto do diagnóstico completo e preciso de uma consulta médica.

Clínica Rubens Do Val 2022 | Desenvolvido por Surya Marketing Médico.

magnifiercross
× Agende sua consulta