Logo Clínica Rubens do Val

O que posso fazer para evitar a candidíase?

Atualizado em 20/07/2023
Tempo de leitura: 2 min.

A candidíase é a segunda causa mais comum de sintomas de vaginite (depois da vaginose bacteriana), representando cerca de um terço dos casos. Estima-se que até 75% das mulheres tenham pelo menos um episódio de candidíase durante a vida. Ao contrário do que muitos pensam, a candidíase não é considerada uma infecção sexualmente transmissível (IST).

O principal agente causador da candidíase é o fungo Candida albicans, sendo responsável por algo em torno de 80% dos casos. Cerca de 10 a 20% das mulheres em idade reprodutiva são portadoras assintomáticas de espécies de candida e não necessitam de medicações.

O que sente a mulher com candidíase?

O principal sintoma é a coceira na vulva e os sintomas, geralmente, pioram na semana que antecede a menstruação.

São os sintomas clássicos da candidíase:

  • coceira intensa;
  • queimação;
  • vermelhidão;
  • inchaço;
  • com ou sem corrimento grumoso aderido à mucosa vaginal.

Ao realizar o exame físico (exame ginecológico) é possível identificar a presença de eritema da vulva e da mucosa vaginal, além de edema vulvar, escoriações ou fissuras. O corrimento pode ser em pequena ou grande quantidade, mas quando presente tem o aspecto branco, grosso, aderente e grumoso (semelhante ao leite coalhado), geralmente não apresenta mal cheiro.

Causas

Os fungos e bactérias estão presentes na flora genital natural, quando em equilíbrio, eles são essenciais para a proteção contra infecções oportunistas. O problema é quando estes microorganismos entram em desequilíbrio, abrindo a portas para contaminação e comprometimento da flora vaginal.

A candidíase pode ser causada por diversos fatores, como por exemplo: 

  • baixa imunidade;
  • calor excessivo;
  • abafamento;
  • umidade;
  • uso de antibióticos;
  • diabetes.

Para evitar a candidíase 

  1. Evite o abafamento com aumento da umidade da região íntima. Absorventes diários, principalmente os internos, são muito prejudiciais no combate aos fungos. Assim como os protetores diários que devem ser usados apenas durante a menstruação ou em situações muito específicas;
  1. Evite permanecer com biquínis ou maiôs úmidos por muitas horas;
  1. Pendure as roupas íntimas em lugares arejados com presença de sol. Muitas pessoas têm o hábito de pendurar as calcinhas no banheiro que é um ambiente pouco arejado da casa e que pode deixar a peça úmida por tempo prolongado — é aí que os fungos “fazem a festa”;
  1. Realize a higiene íntima adequada e seque-a muito bem. Você pode fazer uso de um secador de cabelo com o jato frio, para garantir que a sua vulva ficará livre de umidade;
  1. Evite usar roupas apertadas com muita frequência, como calça jeans e meias-calças;
  1. Dê preferência a roupas íntimas de algodão;
  1. Durma sem calcinha e quando possível fique alguns momentos do dia sem ela também;
  1. Alimentação balanceada e exames de rotina devem ser realizados para manutenção da saúde integral;
  1. Doenças como diabetes, estresse, imunossupressão e outras também podem aumentar as chances de desenvolver a doença, portanto tenha hábitos saudáveis para manter tudo sob controle.

A candidíase realmente é um problema bastante desagradável para as mulheres. Aos primeiros sinais de coceira e irritação, procure o seu ginecologista para uma avaliação e tratamento.

Dr. Rubens do Val | Clínica Rubens do Val

Dr. Rubens Do Val

CRM: 58764
RQE: 17384 - Obstetrícia
RQE: 17385 - Ginecologia

A Clínica Rubens do Val atua há mais de 50 anos nas especialidades Ginecologia, Obstetrícia e Mastologia, mantendo uma tradição familiar de dedicação e comprometimento com a saúde.
Agende sua consulta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 | 17 / 01 / 24
Descubra a relação entre o verão e as doenças vaginais, explorando como a candidíase pode aumentar nessa estação.
Ler Mais
 | 31 / 10 / 23
Saiba tudo sobre o Outubro Rosa: prevenção, autoexame e diagnóstico precoce do câncer de mama. Descubra a importância da mamografia e consultas regulares com seu médico para uma vida saudável. Marque uma consulta agora!
Ler Mais
1 2 3 17
Atenção: O site https://clinicarubensdoval.com.br/ é uma fonte para melhorar o acesso dos pacientes às informações. Não deve ser utilizado como um substituto do diagnóstico completo e preciso de uma consulta médica.
Responsável técnico: Dr. Rubens Do Val | CRM: 58764
RQE: 17384 - Obstetrícia | 17385 - Ginecologia
Agende sua consulta
Clínica Rubens Do Val © 2024
| Desenvolvido por Surya Marketing Médico.
Site atualizado em:
09:42 | 17/04/2024
magnifiercross