Logo Clínica Rubens do Val

Puerpério: quanto tempo dura e como cuidar do emocional nessa fase?

Atualizado em 19/07/2022
Tempo de leitura: 3 min.

O puerpério se inicia logo após o parto e pode durar por até 60 dias, algumas vezes até mais, dependendo de cada mulher. Nesse momento, é importante se cercar de pessoas amadas, respeitar os próprios limites e sentimentos para manter o estado emocional em equilíbrio.

Todo o período de gestação traz muitas mudanças para a vida da mulher. Ela está diante de uma nova realidade em relação ao seu próprio corpo, a sua rotina, trabalho e vida social. Por isso as emoções são afetadas de forma significativa.

Mas os impactos são ainda maiores durante a fase de puerpério, momento que se inicia logo após o parto. Agora, a mulher precisa encarar a maternidade, as novas mudanças pelas quais seu corpo está passando, além das mudanças econômicas e sociais.

São sentimentos intensos e muitas vezes conflitantes, então, o emocional pode ficar abalado inclusive porque precisamos considerar as oscilações hormonais que estão acontecendo. Mas é possível passar pelo puerpério com mais tranquilidade, cuidando da saúde mental para manter as emoções equilibradas. Neste artigo você vai descobrir como fazer isso. Acompanhe!

Quanto tempo dura o Puerpério?

O tempo médio de duração do puerpério é de 45 a 60 dias, mas para as mulheres que amamentam por mais de 6 meses esse período pode ser maior.  É interessante saber que o puerpério é composto por três fases diferentes.

O puerpério imediato começa logo no primeiro dia após o parto e segue até o 10º dia.

O puerpério tardio começa no 11º dia e segue até o 42º após o parto.

O puerpério remoto acontece a partir do 43º dia após o parto.

Como cuidar do emocional durante o Puerpério?

É muito comum que a mulher tenha uma série de dúvidas depois que o bebê nasce. Ela pode ficar insegura, não ter certeza se será uma boa mãe, não saber ao certo como cuidar do bebê. Pode experimentar oscilações de humor, ter períodos de alegria e de tristeza.

É uma fase de adaptação para ela, e é por isso que seu emocional fica tão abalado. Mas a intenção deste artigo é mostrar como cuidar das emoções e passar pelo puerpério com mais tranquilidade. Veja a seguir algumas medidas que podem contribuir para isso.

Busca prévia por informação

A busca por informações pode ajudar a mulher a lidar com as mudanças físicas e psicológicas que vêm com o puerpério. É dessa forma que ela vai entender melhor aquilo que a espera depois do nascimento do bebê e pode se preparar para isso.

É importante que as informações sejam obtidas a partir de fontes confiáveis. Vale conversar com o obstetra para esclarecer dúvidas, obter recomendações e instruções sobre como passar por esse período com mais tranquilidade, inclusive considerando características pessoais.

Contato com outras mães

Como as dúvidas e inseguranças em relação à maternidade acontecem com a maioria das mulheres, é interessante estar em contato com outras mães. Participar de uma rede de apoio pode ajudar bastante, ouvir a história de outras pessoas para não se sentir sozinha.

Diálogo com as pessoas próximas

Conversar com o cônjuge, companheiro, com os pais, amigos e outras pessoas próximas e de confiança pode ser muito tranquilizante. É importante falar aquilo que está sentindo, expor suas dúvidas e suas inseguranças, a fim de obter apoio dessas pessoas. Também para que elas saibam o que está acontecendo e possam ajudar da melhor forma.

Busca por autoconhecimento

Muitas vezes o estado emocional da mulher fica abalado porque ela não consegue compreender os próprios sentimentos. A busca pelo autoconhecimento antes e durante o puerpério também é importante.

Isso ajuda a compreender o que está se passando na mente e buscar a verdadeira raiz das emoções ou das inseguranças. Lembrando que agora é um momento de se adaptar a sua nova realidade, por isso, muitas vezes é preciso se reinventar e ressignificar conceitos e valores.

Paciência com os próprios limites

A gestação, o parto e o puerpério são intensos e trazem grandes transformações e mudanças, então, tenha paciência consigo mesma. Respeite seus próprios limites e evolua de forma gradativa, sempre compreendendo a sua condição humana e tendo em mente cada fase pela qual está passando.

Não se esqueça de que ninguém é perfeito. É normal ter dúvidas e até mesmo cometer alguns erros, mas isso não fará com que seja uma mãe ruim. Procure ter paciência com você e aproveitar ao máximo essa nova fase, afinal, os momentos passam muito rápido e não voltam mais.

Dr. Rubens do Val | Clínica Rubens do Val

Dr. Rubens Do Val

A Clínica Rubens do Val atua há mais de 50 anos nas especialidades Ginecologia, Obstetrícia e Mastologia, mantendo uma tradição familiar de dedicação e comprometimento com a saúde.
Agende sua consulta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

 | 28 / 06 / 22
Entenda por que é tão importante amamentar o bebê conhecendo os benefícios que o aleitamento materno pode promover para os pequenos.
Ler Mais
 | 21 / 06 / 22
Descubra se é normal ter incontinência urinária depois do parto e saiba como esse problema pode ser tratado para trazer mais conforto para a mulher.
Ler Mais
1 2 3 18
Atenção: O site https://clinicarubensdoval.com.br/ é uma fonte para melhorar o acesso dos pacientes às informações. Não deve ser utilizado como um substituto do diagnóstico completo e preciso de uma consulta médica.

Clínica Rubens Do Val 2022 | Desenvolvido por Surya Marketing Médico.

magnifiercross
× Agende sua consulta