Logo Clínica Rubens do Val

Vaginose bacteriana: o que fazer para evitar?

Atualizado em 08/08/2023
Tempo de leitura: 2 min.

A prevenção da vaginose bacteriana é feita por meio de uma higienização adequada da região íntima. Também garantindo que ela se mantenha ventilada e utilizando produtos e roupas adequadas para não causar o desequilíbrio do pH da vagina.

A vaginose bacteriana é um tipo de infecção que se desenvolve quando acontece um desequilíbrio da flora vaginal. As bactérias protetoras reduzem em um número e isso favorece as bactérias anaeróbicas, que fazem mal para a saúde da mulher.

Esse problema pode ser desencadeado pela alcalinização repetida da região vaginal. Quando o pH diminui, há uma redução da barreira protetora e a vaginose bacteriana tende a se manifestar. Mas é possível adotar algumas medidas para prevenir esse problema. Veja a seguir quais são elas.

Realizar a higiene íntima corretamente

O excesso de limpeza pode desequilibrar a flora da vagina. O ideal é evitar o uso das duchas vaginais e as lavagens diversas vezes ao dia para não romper a barreira de proteção nem alterar o pH da vagina.

Preferir calcinhas de algodão

O algodão deixa a pele respirar e absorve o suor e a umidade. Por isso, é interessante preferir calcinhas de algodão para não deixar a região genital abafada. Evite as peças fio dental porque elas mantêm um contato quase direto entre a região genital e anal, e podem favorecer a migração de bactérias.

Escolher roupas adequadas

De nada adianta escolher uma calcinha de algodão e usar peças de roupa em material sintético. Evite esse tipo de roupa e também as muito justas. Elas não estão completamente proibidas, mas o uso prolongado deve ser evitado para favorecer a ventilação da região genital.

Utilizar bons produtos de higiene

Os sabonetes comuns não são a melhor opção para fazer a higiene íntima porque, dependendo da fórmula, podem alterar o pH da vagina da região genital. É preferível optar pelos sabonetes íntimos, neutros ou de glicerina, que evitam as alergias e não alteram o pH. 

Dormir sem calcinha

Como passamos várias horas do dia dormindo, esse é um bom momento para a mulher deixar a sua região íntima respirar. Basta se acostumar a dormir sem calcinha para garantir a melhor ventilação da vagina.

Vale ressaltar que as mulheres com vários parceiros sexuais e aquelas que utilizam o dispositivo intrauterino têm uma proteção maior para a vaginose bacteriana. Então, é fundamental adotar as medidas preventivas que sugerimos e outros cuidados particulares conforme a necessidade de cada uma.

Dr. Rubens do Val | Clínica Rubens do Val

Dr. Rubens Do Val

CRM: 58764
RQE: 17384 - Obstetrícia
RQE: 17385 - Ginecologia

A Clínica Rubens do Val atua há mais de 50 anos nas especialidades Ginecologia, Obstetrícia e Mastologia, mantendo uma tradição familiar de dedicação e comprometimento com a saúde.
Agende sua consulta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 | 11 / 05 / 22
O odor vaginal é algo muito comum nas mulheres e na maioria das vezes, é suave e pouco perceptível. Então, quando ele é preocupante? ENTENDA!
Ler Mais
Atenção: O site https://clinicarubensdoval.com.br/ é uma fonte para melhorar o acesso dos pacientes às informações. Não deve ser utilizado como um substituto do diagnóstico completo e preciso de uma consulta médica.
Responsável técnico: Dr. Rubens Do Val | CRM: 58764
RQE: 17384 - Obstetrícia | 17385 - Ginecologia
Agende sua consulta
Clínica Rubens Do Val © 2024
| Desenvolvido por Surya Marketing Médico.
Site atualizado em:
07:20 | 23/05/2024
magnifiercross