Logo Clínica Rubens do Val

Quais as consequências da Tricomoníase não tratada

Atualizado em 18/01/2022
Tempo de leitura: 3 min.

A tricomoníase é uma doença originada no trato genital inferior que pode acometer o trato genital superior, causada pelo protozoário Trichomonas vaginalis.

Apesar de ser uma infecção que pode atingir ambos os sexos, o risco de contágio para a população feminina é maior, além de causar diversas consequências quando não se é tratada adequadamente.

Saiba quais são as consequências da Tricomoníase não tratada!

Entenda o que é a Tricomoníase

A tricomoníase é uma infecção genital, causada pelo protozoário Trichomonas vaginalis, que pode atingir ambos os sexos.

O parasita causador da tricomoníase se instala na vagina ou uretra, gerando microlesões na parte interna da vagina, fator que pode levar a mulher a desenvolver outros tipos de patologias.

Essa infecção é considerada uma vulvovaginite, visto que atinge a vulva e a vagina simultaneamente, entretanto, em alguns casos pode atingir as glândulas paravaginais, colo de útero e até mesmo a uretra.

As Causas da Tricomoníase

A transmissão do parasita da tricomoníase é feita a partir do contato com secreções de pessoas contaminadas, sendo por meio do contato sexual ou não. Após a infecção é comum que apareçam os primeiros sintomas no sexto dia.

Os fatores de risco para essa infecção é relação sexual sem a utilização de preservativos, infecção prévia por tricomoníase e imunidade diminuída (por fatores como: doenças e tratamentos).

Os Sintomas da Tricomoníase

A tricomoníase pode afetar ambos os sexos, gerando sintomas diferentes para os homens e as mulheres.

No caso de infecção pelo sexo masculino, é mais comum não apresentarem sintomas, porém não significa que não possam surgir, causando dor ao urinar e ejacular, irritação e corrimento no pênis.

A infecção de tricomoníase na mulher pode causar sintomas como:

  • Vulva avermelhada e sensível;
  • Coceira genital;
  • Ardência ao urinar;
  • Dor ao urinar;
  • Dor durante a relação sexual;
  • Corrimento vaginal malcheirosos, amarelado/amarelo-esverdeado;
  • Odor forte e desagradável proveniente da região genital;
  • Febre baixa.

Em pacientes femininas a tricomoníase costuma aparecer após o período menstrual, apresentando sintomas mais severos no fim da menstruação.

A tricomoníase pode ficar inativa no corpo do paciente por meses sem apresentar sintomas, além de ser uma infecção assintomática, sendo assim a pessoa infectada não apresenta sintomas, dificultando a identificação e o tratamento. 

Consequências da Tricomoníase

O diagnóstico errado ou a falta de tratamento adequado à tricomoníase pode facilitar o aparecimento de outras doenças, como a doença inflamatória pélvica ou clamídia, que podem causar infertilidade feminina.

Além de facilitar o aparecimento de outras infecções sexuais, por conta do processo inflamatório, como a entrada e disseminação do HIV no corpo.

No caso de infecção e falta de tratamento por mulheres grávidas, o tricomoníase pode causar complicações para a gestação e para o bebê, como ruptura precoce de membranas, parto prematuro e possível infecção na hora do parto, que causa complicações como conjuntivite e problemas respiratórios no bebê.

A falta de tratamento da infecção de tricomoníase por homens pode causar prostatites, epididimite, alterações na mobilidade e capacidade de fertilização dos espermatozoides.

O Diagnóstico e Tratamento da Tricomoníase

A suspeita de tricomoníase surge a partir do exame físico realizado pelo ginecologista, porém o diagnóstico é feito através de testes realizados no laboratório ou no próprio consultório, realizando a coleta de secreções da genitália para ser analisada.

O tratamento da tricomoníase é realizado a partir da utilização de remédios específicos prescritos pelo médico, sendo necessário não consumir bebidas alcoólicas ou ter relações sexuais.

Todos os parceiros sexuais devem ser tratados simultaneamente, para que não ocorra uma reinfecção e evitar possíveis complicações. É necessário realizar o acompanhamento médico por todo o período para confirmar a cura e controlar o estado do paciente.

Fique atento aos possíveis sintomas e faça a prevenção contra a tricomoníase e outras doenças sexualmente transmissíveis por meio do uso de preservativos!

Se identificar algum possível sintomas, consulte-se com um médico ginecologista.

Você sabia que a tricomoníase pode causar tantas consequências quando não tratada adequadamente? Comente e compartilhe!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

 | 27 / 04 / 21
O corrimento esverdeado surge acompanhado de outros sintomas, como coceira e forte odor. Descubra o que pode ser esse corrimento e como tratá-lo!
Ler Mais
 | 23 / 03 / 21
Tricomoníase é uma infecção sexualmente transmissível, que ocorre por meio de uma bactéria chamada Trichomonas. Descubra como tratar a doença!
Ler Mais
1 2 3 7
Atenção: O site https://clinicarubensdoval.com.br/ é uma fonte para melhorar o acesso dos pacientes às informações. Não deve ser utilizado como um substituto do diagnóstico completo e preciso de uma consulta médica.

Clínica Rubens Do Val 2022 | Desenvolvido por Surya Marketing Médico.

magnifiercross
× Como posso te ajudar?